A Chama da Ascensão

pesquisar

 
Terça-feira, 22 / 09 / 15

EI – Estado Islâmico é uma criação dos EUA (CIA) e Israel (Mossad)” ~ Tyler Durden

EI – Estado Islâmico é uma criação dos EUA (CIA) e Israel (Mossad)”

Publicado anteriormente a 12/03/2015

manipulação-da-ilusão

O Iraque sabe: “É óbvio para todos que ISIS é uma criação dos Estados Unidos (CIA) e de Israel (Mossad) 



Desde o incrivelmente rápido e fulminante surgimento do ISIS na cena global, tem havido especulação de que este subproduto derivado da Al-Qaeda (também criado pela CIA-EUA), todas organizações “terroristas” se não fossem criados pela CIA, para em seguida, mas com certeza serem financiados por Langley (CIA) por cortesia da Operation Cyclone na sua fase “combatente da liberdade”, teve o apoio implícito ou explícito, quer do serviço de inteligência dos Estados Unidos e/ou Israel (CIA e MOSSAD).


Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com


O Iraque sabe: “É óbvio para todos que ISIS é uma criação dos Estados Unidos (CIA) e de Israel (Mossad)“


Enviado por Tyler Durden on 2014/09/22 14:54 -0400


Fonte: http://www.zerohedge.com/


Em nenhum lugar do planeta essa especulação é mais comentada do que no país que sofreu os maiores taques do ISIS: O Iraque, ou melhor, o que restou do país, agora que ele esta dividido em sul do Iraque, o Estado Islâmico, e uma região curda que silenciosamente vende petróleo para compradores desconhecidos a preços especiais.





Para os moradores do Iraque não há mistério: “É óbvio para todos que o Estado islâmico é uma criação dos Estados Unidos e de Israel “, diz Omar al-Jabouri, 31, um muçulmano sunita de um bairro predominantemente xiita de Bagdá. Sua visão ecoa o que um grande número de seus compatriotas pensam:


De NYT: “Sabemos QUEM criou a DAESH”(Estado Islâmico), disse Bahaa al-Araji, um vice-primeiro ministro, usando uma abreviação árabe para o Estado Islâmico no sábado em uma manifestação convocada pelo clérigo xiita Moqtada al-Sadr para alertar contra o eventual envio de tropas terrestres norte americanas combater o EI. Al-Sadr culpou publicamente a CIA pela criação do Estado Islâmico, em um discurso na semana passada, e as entrevistas sugerem que a maioria dos poucos milhares de pessoas na manifestação, incluindo dezenas de membros do Parlamento, subscreveram a mesma teoria. (Al-Sadr é considerado próximo ao IRÃ, e essa teoria é popular por lá também.)





Quando um jornalista americano perguntou ao Sr. Bahaa al-Araji para esclarecer se ele culpava a CIA pela criação do EI-Estado Islâmico, ele recuou: “Eu não sei. Eu sou uma das pessoas mais pobres “, disse ele, falando fluentemente Inglês e rapidamente recuando em direção à porta aberta de um carro SUV com motorista. “Mas tememos muito. Obrigado! “


Indivíduo esperto: poderia haver um aeronave drone Predator voando acima carregado e armado, pronto para atirar.


{n.t.- O termo árabe para o Estado Islâmico do Iraque e do Levante é DAESH, um acrônimo de: al- D awla um l-Islamiya al-Iraq Al- Sh am. Daesh é um acrônimo livre para se referir ao grupo, mas, além disso, o grupo terrorista odeia o nome.


Ele é considerado um insulto, porque soa como o árabe “Daes”, que significa“aquele que esmaga algo sob os pés”, bem como “Dahes”, que significa“aquele que semeia discórdia”. Desta forma é como os civis árabes e os inimigos dos mercenários se referem ao grupo terrorista e o grupo não gosta desse nome.”}


Mas por que os iraquianos são dominados por essa “teoria da conspiração”, pelo menos até que isso seja um fato comprovado? De acordo com o NYT, a prevalência da teoria nas ruas ressaltam as profundas suspeitas do retorno dos militares norte americanos ao Iraque mais de uma década após a sua invasão, em 2003. A aprovação ocasional por um alto funcionário do pais, porém, foi também um lembrete que aponta que o novo governo iraquiano pode ser um parceiro difícil para uma nova campanha militar no Iraque liderada pelos EUA para expulsar os (pretensos) extremistas do EI.





Em suma, os EUA tem zero credibilidade no exterior, sempre com um governo fantoche dos Estados Unidos sendo colocado no poder (n.t. pela elite que controla de fato o pais) para substituir o governo dos Estados Unidos-fantoche precedente:


Obama se comprometeu a não enviar tropas de combate, mas ele parece ter convencido poucos iraquianos. “Nós não confiamos nele”, disse Raad Hatem, um iraquiano na casa dos 40 anos, Haidar al-Assadi, também 40 anos, concordou. “O Estado Islâmico é uma clara criação dos Estados Unidos, e os Estados Unidos estão tentando intervir novamente usando a desculpa (n.t. novamente “TERRORISTAS”) do Estado Islâmico “, disse ele.


Milícias xiitas e voluntários, segundo ele, já estavam respondendo ao chamado de líderes religiosos para defender o Iraque da invasão do Estado Islâmico sem a ajuda norte americana. “Esta é a forma como o fazemos”, disse ele, acrescentando que estas mesmas forças irão manter as tropas norte americanas fora do Iraque. ” A principal razão pela qual Obama está dizendo que não vai invadir de novo o Iraque é porque ele sabe que a resistência islâmica “das milícias xiitas” existe e ele não quer perder um único soldado.”


Para ter certeza, não é só os EUA, que esta sendo acusado: um pouco da culpa é reservada para o governo do ex-presidente do pais, Maliki, que, como um lembrete, era um fantoche (da CIA) inicialmente colocado em seu posto por ninguém menos do que os EUA.


Muitos iraquianos presentes no comício em Bagdá disseram que acolheu os ataques aéreos dos EUA contra o Estado Islâmico de Baghdadi, mas não as forças terrestres norte americanas, a posição que o Sr. Sadr tomou. Muitos dos 30 parlamentares apoiados pela Al-Sadr – de um Parlamento de 328 assentos – compareceram ao comício.





Os apoiadores de Al-Sadr fazem oposição a al-Maliki, o ex-primeiro-ministro, e muitos no comício foram rápidos em criticar o governo anterior para evitar erros do governo como deixar de construir um exército mais confiável para o pais. “Tivemos um bom exército, então onde está esse exército agora?”, Perguntou Waleed al-Hasnawi, 35 “Maliki deu-lhes tudo, mas eles simplesmente abandonaram o campo de batalha.”


Mas poucos culpavam Maliki por alienar os sunitas, como as autoridades norte americanas afirmam, ao permitir abusos sectários sob as forças de segurança xiita.


Omar al-Jabouri, 31, um muçulmano sunita de um bairro predominantemente xiita de Bagdá, que participou da reunião e disse que ele era um voluntário junto a uma brigada xiita, argumentou que Maliki tinha alienado a maioria dos iraquianos, independentemente de sua seita religiosa. “Ele não apenas excluiu e marginalizou os sunitas; ele ignorou as pessoas xiitas, também”, disse Jabouri. “Maliki deu sim uma ajuda especial para a sua família, os seus amigos, para pessoas próximas a ele. Ele realmente não ajudou as pessoas xiitas, como muitas pessoas pensam.”





O ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA), Edward Snowden, revelou que a inteligência britânica (MI6), norte americana (CIA) e o Mossad israelense trabalharam em conjunto para criar o Estado Islâmico do Iraque e da Síria (ISIS). Snowden disse que os serviços de inteligência dos três países criaram uma organização terrorista que é capaz de atrair todos os extremistas do mundo para um lugar, usando uma estratégia chamada de “ninho de vespas”. Documentos da NSA se referem a recente implementação do “ninho de vespas” para proteger a entidade (Israel) sionista através da criação de slogans religiosos e islâmicos radicais. De acordo com documentos divulgados por Snowden, “A única solução para a proteção do Estado judeu é criar um inimigo perto de suas fronteiras“. Vazamentos revelou que o líder do ISIS, Abu Bakr Al Baghdadi teve treinamento militar intensivo durante um ano inteiro nas mãos do Mossad, em Israel, além de cursos de teologia e da arte de expressão. FONTE.


E enquanto o sentimento de apreensão é misturado para os políticos locais, existe unanimidade e não há debate quando se trata do maior “flagelo terrorista” desde Osama bin Laden:


… O EI-Estado islâmico é uma história diferente, disse Jabouri. “É óbvio para todos que o Estado islâmico é uma criação dos Estados Unidos e de Israel.”


Talvez isso seja uma certeza para todos no Iraque hoje …


(n.t. esta ficando cada vez mais difícil para os manipuladores a continuidade e a implantação de novos projetos, as pessoas em todo o planeta estão fartas de tanta hipocrisia, controle e manipulação e estão começando a perceber a realidade.)
Saiba MUITO mais em: 
  1. http://thoth3126.com.br/o-ouro-e-o-fim-do-mundo/
  2. http://thoth3126.com.br/eua-barras-de-ouro-falsas-em-fort-knox/
  3. http://thoth3126.com.br/profecia-de-1912-sobre-fim-dos-eua-e-obama/
  4. http://thoth3126.com.br/o-ouro-dos-eua-nao-existe-mais/
  5. http://thoth3126.com.br/a-visao-das-provacoes-dos-estados-unidos-por-george-washington/
  6. http://thoth3126.com.br/obama-seria-muculmano/
  7. http://thoth3126.com.br/algo-muito-grande-e-definitivo-esta-para-acontecer/
  8. http://thoth3126.com.br/obama-o-fantoche/
  9. http://thoth3126.com.br/obama-comunista/
  10. http://thoth3126.com.br/o-projeto-comunista-nos-eua-nwo-nova-ordem-mundial/
  11. http://thoth3126.com.br/o-futuro-colapso-dos-e-u-a-previsto-por-jornal-da-russia/
  12. http://thoth3126.com.br/obama-nasceu-em-mombasa-no-quenia/
  13. http://thoth3126.com.br/eua-a-beira-da-falencia/
  14. http://thoth3126.com.br/obama-nao-nasceu-nos-eua/
  15. http://thoth3126.com.br/os-eua-ou-o-mundo-esta-chegando-ao-fim/
Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

Posted by Thoth3126 on 12/03/2015



Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Estado Islâmico

Atualização diária

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 
publicado por achama às 09:26
Sexta-feira, 11 / 09 / 15

A Farsa do Estado Islâmico -- Thierry Meyssan

A Farsa do Estado Islâmico

Anteriormente publicado a 11/03/2015

false-flag-warning

QUEM SÃO OS MILITARES INTEGRANTES DO EI-EMIRADO ISLÂMICO?



Enquanto a opinião pública ocidental é inundada com informação sobre a constituição de uma pretensa coligação internacional para lutar contra o «Emirado islâmico», este muda discretamente de forma.


Os seus principais oficiais já não são, mais, árabes, mas sim Georgianos e Chineses e europeus provavelmente. Para Thierry Meyssan, esta mutação mostra que, a termo, a Otan prentende utilizar o «Emirado islâmico» na Rússia e na China mais tarde. Portanto estes dois países devem intervir, agora, contra os jihadistas, antes que eles voltem para semear o caos em seus países de origem.

Edição e imagens: Thoth3126@gmail.com


Quem são os combatentes que compõe o «Emirado islâmico»?

REDE VOLTAIRE | BEIRUTE (LÍBANO) | 22 DE SETEMBRO DE 2014

Fonte: http://www.voltairenet.org/


A princípio o «EI-Emirado (Estado) Islâmico» apregoou a sua origem árabe. Esta organização surgiu como se tivesse origem na «Al-Qaida no Iraque» que combatia não os invasores norte-americanos, mas sim os Xiitas iraquianos. Ela tornou-se o «Emirado islâmico no Iraque», depois «Emirado islâmico no Iraque e no Levante».





Acima: Militante do EI, Tarkhan Batirashvili, sargento das informações militares da Geórgia, tornou-se um dos principais chefes do «Emirado islâmico», agora sob o nome de Abou Omar al-Shishani.


Em outubro de 2007, o exército dos E.U.A. capturou em Sinjar perto de 606 fichas de membros estrangeiros desta organização. Elas foram depuradas e estudadas por peritos da Academia militar de West Point.


Não obstante, alguns dias depois desta apreensão, o emir Abu Bakr al-Baghdadi declarou que a sua organização só incluia 200 combatentes e que eles eram todos Iraquianos. Esta mentira é comparável à das outras organizações terroristas na Síria que declaram não contar senão ocasionalmente com estrangeiros, enquanto o Exército árabe sírio avalia em, pelo menos, em 250 mil o número de jihadistas estrangeiros (mercenários pagos e muito bem armados pelo ocidente) que terão combatido na Síria durante os últimos três anos.


Porém, agora, o califa Ibrahim (novo nome do emir al-Baghdadi) reivindica que a organização dele é amplamente formada por estrangeiros, que o território sírio não é mais para os Sírios e o território iraquiano não é mais para os Iraquianos, mas, sim, que serão para os seus “jihadistas”.





{n.t.- O termo árabe para o Estado Islâmico do Iraque e do Levante é DAESH, um acrônimo de: al- D awla um l-Islamiya al-Iraq Al- Sh am. Daesh é um acrônimo livre para se referir ao grupo, mas, além disso, o grupo terrorista odeia o nome.


Ele é considerado um insulto, porque soa como o árabe “Daes”, que significa “aquele que esmaga algo sob os pés”, bem como “Dahes”, que significa “aquele que semeia discórdia”. Desta forma é como os civis árabes e os inimigos dos mercenários se referem ao grupo terrorista e o grupo não gosta desse nome.”}


Segundo as fichas apanhadas em Sinjar, 41% dos terroristas estrangeiros membros do «Emirado islâmico no Iraque» eram de nacionalidade saudita, 18,8% eram Líbios, e apenas 8,2% eram Sírios. Se relacionarmos estes números com a população de cada um dos países em questão, a população líbia forneceu, proporcionalmente 2 vezes mais combatentes que a da Arábia saudita e 5 vezes mais que a da Síria.


Em relação aos jihadistas sírios, a sua origem era dispersa pelo país, mas 34,3% provinham da cidade de Deir ez-Zor que, depois da retirada do «Emirado islâmico» de Raqqa, se tornou na capital do Califado.


Na Síria, Deir ez-Zor tem a particularidade de ser povoada, maioritariamente, por árabes sunitas organizados em tribos, e por minorias curda e armênia. Ora, até ao presente, os Estados Unidos não conseguiram destruir senão Governos como o do Afeganistão, do Iraque, e da Líbia, quer dizer países onde a população está organizada em tribos.





Pelo contrário, eles falharam por todo lado onde isto não se passava. Deste ponto de vista, Deir ez-Zor, em particular, e o nordeste da Síria em geral, poderão, pois, ser potencialmente conquistados, mas não o resto do país, como se vê desde há três anos.


Desde há duas semanas uma purga atinge os oficiais magrebinos. Assim, os Tunisinos que capturaram o aeroporto militar de Raqqa, a 25 de agosto, foram detidos por desobediência, julgados e executados pelos seus superiores. O «Emirado islâmico» pretende colocar os seus combatentes árabes no devido lugar e promover oficiais tchetchenos, gentilmente fornecidos pelos serviços secretos georgianos.


Uma outra categoria de jihadista fez a sua aparição: os chineses. Desde junho, os Estados Unidos e a Turquia transportaram centenas de combatentes chineses, e suas famílias, para o nordeste da Síria. Alguns dentre eles tornaram-se imediatamente oficiais do Emirado Islãmico. Trata-se sobretudo de chineses da etnia rebelde dos Uígures, da China, mas que são muçulmanos sunitas.





Acima, chineses lutando como “jihadistas, “Abou Anisah al-Khazakhi, primeiro jihadista chinês do «Emirado islâmico», morto em combate, (no centro da foto), não era Uígur mas sim um Cazaque.


Torna-se claro, desde logo que, a termo, o «Emirado islâmico» estenderá as suas actividades à Rússia e à China mais tarde, e que estes dois países serão os seus alvos finais.


Iremos seguramente assistir a uma nova operação de propaganda da Otan: a sua aviação expulsará os jihadistas para fora do Iraque, e deixará que se instalem em Deir ez-Zor. A CIA (como sempre) fornecerá o dinheiro, armamento, munições e as informações aos «revolucionários sírios moderados» (sic) do ESL (Exército sírio livre -ndT), que mudarão então de casaca e a utilizarão sob a bandeira do «Emirado islâmico», como tem sido o caso desde maio de 2013.


À época, o senador John McCain veio ilegalmente à Síria (representando os interesses dos EUA) encontrar-se com o estado-maior do ESL. De acordo com a fotografia difundida (mais abaixo), então, para atestar a reunião, este estado-maior incluía um certo Abu Youssef (ou Ibraim al-Badri -ndT), oficialmente procurado pelo departamento de Estado dos E.U.A., sob o nome de Abu Du’a, na realidade o atual califa Ibrahim. Assim, o mesmo homem era— simultaneamente— um chefe moderado no seio do ESL e um chefe extremista no seio do «Emirado Islâmico».



Munidos com esta informação poderemos avaliar, pelo seu verdadeiro significado, o documento apresentado ao Conselho de Segurança da ONU, a 14 de Julho, pelo embaixador sírio Bashar Jaafari. Trata-se de uma carta do comandante-em-chefe dos rebeldes ESL, Salim Idriss, datada de 17 de janeiro de 2014. Nela pode ler-se:


“Informo-vos, pela presente, que as munições enviadas pelo estado-maior aos dirigentes dos conselhos militares revolucionários da região Leste devem ser distribuídos, de acordo com o que foi acordado, por dois terços aos comandantes de guerra da Frente el-Nosra, o terço restante devendo ser repartido entre os militares e os elementos revolucionários para a luta contra os bandos do EIIL (Exército islâmico do Iraque e do Levante-ndT). Agradecemos-vos que nos enviem o comprovativo de entrega de todas as munições, especificando as quantidades, e a qualidade, devidamente assinados pelos dirigentes e pelos chefes de guerra em pessoa, afim de que possamos encaminhá-los para os parceiros turcos e franceses”.

Por outras palavras, duas potências da Otan (Turquia e França) entregaram munições, na quantidade de dois terços, à Frente Al-Nosra (classificado como membro terrorista da al-Qaeda pelo próprio Conselho de Segurança da ONU) e, de um terço, ao ESL para que este combata contra o «Emirado Islâmico», cujo chefe é um dos seus oficiais superiores. Na verdade, o ESL desapareceu no terreno (de operações-ndT) e as munições foram, portanto, em dois terços enviadas à al-Qaeda e um por um terço ao «Emirado Islâmico».





John McCain em reunião com o estado-maior do exército sírio livre. No primeiro plano à esquerda, Ibrahim al-Badri (agora Abu Bakr al-Baghdadi ), com quem o senador está a iniciar a conversa. Logo em seguida, o brigadeiro- general Salim Idriss (de óculos).

Graças a este embrulho de dupla mascara, a OTAN poderá continuar a lançar as suas hordas de jihadistas (mercenários) contra a Síria, enquanto vai, ao mesmo tempo, fingindo assim combatê-los.

No entanto, quando a OTAN tiver instalado o caos por todo o mundo árabe, inclusive no seu aliado saudita, ela irá virar o «Emirado Islâmico» contra as duas grandes potências em desenvolvimento, a RÚSSIA e a CHINA. Por isso estas duas potências deveriam intervir desde já e exterminar, no ninho, o exército privado que a OTAN está em vias de fabricar e de treinar no mundo árabe. Caso contrário, Moscou e Pequim, terão, em breve, de os enfrentar no seu próprio solo .


Thierry Meyssan
 
Saiba MUITO mais em: 
  1. http://thoth3126.com.br/ei-estado-islamico-e-uma-criacao-dos-eua-cia-e-israel-mossad/
  2. http://thoth3126.com.br/um-governo-mundial-esta-proximo/
  3. http://thoth3126.com.br/o-ouro-e-o-fim-do-mundo/
  4. http://thoth3126.com.br/eua-barras-de-ouro-falsas-em-fort-knox/
  5. http://thoth3126.com.br/profecia-de-1912-sobre-fim-dos-eua-e-obama/
  6. http://thoth3126.com.br/o-ouro-dos-eua-nao-existe-mais/
  7. http://thoth3126.com.br/a-visao-das-provacoes-dos-estados-unidos-por-george-washington/
  8. http://thoth3126.com.br/obama-seria-muculmano/
  9. http://thoth3126.com.br/algo-muito-grande-e-definitivo-esta-para-acontecer/
  10. http://thoth3126.com.br/obama-o-fantoche/
  11. http://thoth3126.com.br/obama-comunista/
  12. http://thoth3126.com.br/o-projeto-comunista-nos-eua-nwo-nova-ordem-mundial/
  13. http://thoth3126.com.br/obama-nasceu-em-mombasa-no-quenia/
  14. http://thoth3126.com.br/obama-nao-nasceu-nos-eua/
  15. http://thoth3126.com.br/os-eua-ou-o-mundo-esta-chegando-ao-fim/
Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.
 

Posted by Thoth3126 on 11/03/2015


URL: http://wp.me/p2Fgqo-7jL


Por favor, respeitem todos os créditos

Arquivos em português:
http://rayviolet2.blogspot.com/search?q=Thierry Meyssan

Atualização diária

Se gostou! Por favor RECOMENDE aos seus Amigos.
achama.biz.ly 
publicado por achama às 09:37
A Luz está a revelar a Verdade, e esta libertar-nos-á! -Só é real o AMOR Incondicional. -Quando o Amor superar o amor pelo poder, o mundo conhecerá a Paz; Jimi Hendrix. -Somos almas a ter uma experiência humana!

mais sobre mim

Agosto 2020

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

últ. recentes

  • Thank you Mateo, It is fixed.
  • Thank you for reposting my article. However the or...
  • "Hoje é um homem de missão cumprida, engenheirão v...
  • Bacana esse post, vou compartilhar no facebook, cr...
  • O Sathya Sai Baba ainda está entre nós e vive na Í...
  • Olá, obrigado pelo comentário.Sempre que dermos ou...
  • Sempre que dermos ouvidos à voz que vem do coração...
  • Ola Manuel, muita luz para você ,é a primeira vez ...
  • fale alguma coisa,de mim sou poliana miguel
  • Você fala com anjos ,pede um deles mandar uma mens...
  • A "vida real" é uma ilusão Toda a matéria é formad...
  • Bom dia,reparámos que o seu blog faz uso de textos...
  • O Amor é tudo o que existe e na sua mais pura exên...
  • usando uma metafora descrevendo a vida real, e nao...
  • o odio deve-se à permissao do mal andar entre nós,...
  • Obrigado pelas suas palavras. Fiquei a conhecer po...
  • Adoro este artigo. Já tinha conhecimento do assunt...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro